O Observatório Oceanográfico entrou no modo "casulo" neste final de 2020. Com o fechamento físico da universidade em março de 2020, dispersamos nossos colaboradores em suas casas para uma tentativa de trabalho remoto e usamos esse tempo para uma profunda revisão interna, uma autocrítica, sobre nosso investimento de tempo e recursos na missão central do O2 que é fazer ciência, oferecer uma educação de qualidade e formar novos profissionais cada vez melhores. Relembrando 2019, quando a função da universidade foi colocada em xeque, melhorar a eficiência é um dever natural nosso, não só como grupo, mas individualmente como cidadãos. O nome Observatório Oceanográfico foi incorporado a um laboratório de pesquisa da UFF pela Determinação de Serviço N°08 de 21/09/2015, emitida pelo Departamento de Engenharia Agrícola e Meio Ambiente e, considerando seu funcionamento efetivo desde março de 2015, foram 68 meses de atividade até a criação deste documento (Nov/2020). Alguns de nossos projetos acabaram, outros congelaram por conta da pandemia, mas a base da pesquisa ancorada na pós-graduação (alunos de mestrado e doutorado) e na graduação (trabalhos de conclusão de curso) continua independente da pandemia e do trabalho remoto. Mais de 50 pessoas se envolveram com o O2 nestes 68 meses de UFF e atualmente contamos com 16 colaboradores ativos (3 pesquisadores, 3 doutorandos, 3 mestrandos, 2 bolsistas de Iniciação Científica e 1 de Iniciação Tecnológica, a grande maioria destes com bolsas públicas) e alguns voluntários.

O investimento em bolsas (ativas e inativas) somam praticamente MEIO MILHÃO de reais desde 2015, oriundos de diversos projetos de agências de financiamento (CNPq, CAPES, FAPERJ e FEC P&D), além das bolsas pelos programas de pós-graduação, que mais recentemente passaram a ser encerradas nas defesas, decorrente da nova política do governo. Os investimentos em infraestrutura se estagnaram e as bolsas estão aos poucos sendo cortadas e/ou finalizadas.

E o que produzimos? Neste mesmo período de 68 meses, foram 21 artigos científicos em revistas com significativo fator de impacto, mais de 40 trabalhos apresentados em congressos e simpósios científicos, 1 tese de doutorado concluída, 10 dissertações de mestrado finalizadas, 9 trabalhos de conclusão de curso entregues, e continuamos com os diversos produtos criados e disponibilizados para o público através de licença GPL (General Public License). Muito do que fazemos está nas nossas mídias sociais e, apesar da diminuição do ritmo, continuaremos eventualmente com uma ou outra notícia de utilidade pública. A nossa ideia agora é entrar no modo "casulo" e nos fortalecermos para dias melhores.

Nosso site http://www.observatoriooceanografico.uff.br continuará fechado até que condições melhores se estabeleçam. A dificuldade em conseguir mais investimento (bolsas) para entregar mais produtos (artigos, teses e dissertações) tornou-se um desafio complexo que depende não só da oferta, mas também da capacidade de entrega dos colaboradores, e isso passa necessariamente pela formação de recursos humanos. Por isso, estamos reformulando nosso esforço para focar mais na educação universitária de base e atividades extensionista. Ainda consideramos que o trabalho do O2 é de suma importância, não só para a ciência como também para a sociedade, mas como diria Sun Tzu, "será vencedor quem souber quando e como lutar, não lutar, manobrar, preparar...". Neste momento, o melhor é concentrar energias, esperando por um futuro melhor.

Agradecemos a compreensão de todos.